QUEM SOMOS SOBRE O GOVERNO ENTIDADES PATRIOTISMO HOME NOTICIAS PESQUISAR FALE CONOSCO DOAÇÕES
        Aquífero Guarani está contaminado por agrotóxicos. O manancial subterrâneo de onde sai 100% da água que abastece Ribeirão Preto, cidade do nordeste paulista localizada a 313 quilômetros da capital paulista, está ameaçado por herbicidas. PUBLICIDADE
-
O que é meio ambiente?
Florestas
Rios
Nascentes
Lagos
Riachos
Aqüíferos
Animais
Insetos
Mares
Praias
Dunas de Areias
Matas ciliares
Sustentabilidade
Tratamento de esgoto
Agro-tóxicos
Insumos
Transgênicos
Biodiversidade
Leis Ambientais
Asfaltos ecológicos
Pesquisa animais
Saúde Animal
Índios
Estilo de Vida
 

AQUIFEROS 

Este Brasil ainda não é do povo brasileiro.

Aquífero

Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo.

Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a sua contaminação. O uso crescente pela indústria, agricultura e consumo humano ameaça os aquíferos e os coloca esse assunto na agenda ambiental global.

Os aquífero do Brasil estão altamente poluídos em níveis perigosos, sendo explorada de forma irresponsável, a contaminação triplica a cada ano.

A (SFB) fará uma varredura em todo o território nacional, não haverá uma só empresa que funcione sem que possuam os requisitos necessários para evitar a continuação da contaminação de nossos aquíferos.

A água de poços artesianos na de Ribeirão Preto SP contaminada de diurom e haxazinona, componentes de defensivo utilizado na cultura da cana-de-açúcar.

Figura ilustrativa

Tipos de aquíferos

Podemos dizer que existem essencialmente três tipos de aquíferos:

Porosos - a água circula através de poros. As formações geológicas podem ser detríticas (ex. areias limpas), por vezes consolidadas por um cimento (ex. arenitos, conglomerados, etc.).
Fraturados e/ou fissurados - a água circula através de fratura ou pequenas fissuras. As formações podem ser granitos, gabros, filões de quartzo
Cársticos - a água circula em condutas que resultaram do alargamento de diaclases por dissolução. As formações são os diversos tipos de calcários.

O Aquífero Guarani é a maior reserva subterrânea de água doce do mundo.

A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aquífero — cerca de 1,2 milhão de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná. A população atual do domínio de ocorrência do aquífero é estimada em quinze milhões de habitante.

Estados do Brasil que possuem Aquíferos

Mato Grosso do Sul (213 700 km²)
Rio Grande do Sul (157 600 km²)
São Paulo (155 800 km²)
Paraná (131 300 km²)
Goiás (55 000 km²)
Minas Gerais (51 300 km²)
Santa Catarina (49 200 km²)
Mato Grosso (26 400 km²)

 

Figura ilustrativa

Localização detalhada Nomeado em homenagem à tribo Guarani, possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1.800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. É dito que esta vasta reserva subterrânea pode fornecer água potável ao mundo por duzentos anos. Devido a uma possível falta de água potável no planeta, que começaria em vinte anos, este recurso natural está rapidamente sendo politizado, tornando-se o controle do Aquífero Guarani cada vez mais controverso.
 

Quando o aquecimento global secar nossos rios, não poderemos beber esta água, pois estará totalmente imprópria para consumo.

Figura ilustrativa

Geologia do aquífero


O Aquífero Guarani consiste primariamente de sedimentos arenosos que, depositados por processos eólicos durante o período Triásico (há aproximadamente 220 milhões de anos), foram retrabalhados pela ação química da água e pela temperatura e pela pressão e se transformaram em uma rocha sedimentar chamada arenito. Essa rocha é muito permeável e assim permite a acumulação de água no seu interior.

Mais de 90% da área total do aquífero é recoberta por extrusões de basalto, rocha ígnea e de baixa permeabilidade, depositada durante o período Cretácea na fase do vulcanismo fissural.

O basalto age sobre o Aquífero Guarani como um aquitardo, diminuindo sua a infiltração de água e dificultando seu subsequente recarregamento, mas também o isola da zona mais superficial e porosa do solo, evitando a evaporação e evapotranspiração da água nele contida.

A pesquisa e o monitoramento do aquífero para melhor gerenciá-lo como recursos são considerados importantes, uma vez que o crescimento da população em seu território é relativamente alto, aumentando riscos relacionados ao consumo e a poluição.

O novo sistema de governo (sabe) de como poderemos abusar de seu uso sem nunca ficar sem elas, acredite isto é possível.



OBS: A INTENÇÃO DA (SFB) É TORNAR O BRASIL LIVRE, HUMANO E PROSPERO, PARA ISSO É NECESSÁRIO QUE VOCÊ DE SUA SUGESTÃO, CRITICA OU APENAS SEU APOIO NO (FALE CONOSCO). SE ACHAR ESTA MATÉRIA FORA DE SUA PERSPECTIVA, VOCÊ TAMBÉM PODE MELHORA-LA E AMPLIAR O ASSUNTO DE NOSSA PROPOSTA, É MUITO IMPORTANTE O (SEU E-MAIL) SE DESEJA TRANSFORMAR SEU SONHO EM REALIDADE.



Para mudar o mundo, basta apenas ter um ideal.




SOCIEDADE FEDERATIVA BRASILEIRA



 

Copyright © 1999 [Sociedade Federativa Brasileira]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 17 junho, 2014. Melhor visualizado em 1280x800 pixel